domingo, 22 de outubro de 2017

A relação qualidade x preço de um produto




Já faz algum tempo que eu me questiono sobre o que pesa no preço de um produto, do tipo, o que faz um mesmo produto poder ter um certo valor ou até 20x mais esse mesmo valor? Por que temos um esmalte custando R$ 2,00 e um outro que custa mais de R$ 100,00? Seria apenas a marca ou algo a mais?Sabemos que o peso de uma marca custa mais apenas pela demanda e por ser um item de desejo, mas provavelmente devemos avaliar outros aspectos de um produto para definir se ele vale o quanto custa e se ele cabe no nosso orçamento.

Qualidade do produto

Um dos aspectos que afeta o preço do produto é a qualidade do produto em si, isto é, a utilização de matérias-primas selecionadas, a não-utilização de produtos barateadores ou nocivos, a realização de testes exaustivos antes do lançamento do produto e a qualidade que percebemos no uso produto. O uso de matérias-primas selecionadas não implica que  o produto será efetivo e terá sucesso e temos o exemplo de diversos produtos que simplesmente não decolaram (e até falharam gravemente) pois não deixaram as clientes satisfeitas.

A qualidade de um produto é muito percebida nos resultados:
  • O sérum que atenua as rugas de fato
  • O blush que fica na pele 8h seguidas
  • O perfume que fixa bem e dura muito
  • O limpador facial que tira a maquiagem e a sujeira sem agredir a pele.
  • A sombra que é pigmentada e não esfarela.
  • A base que não oxida e nem deixa a pele brilhando (e tem excelente cobertura)
  • O protetor solar que protege, deixa a pele seca e ainda hidrata

E por aí em diante. A questão é que mesmo que os produtos melhorem, ainda vão surgir mais exigências e o mercado e as empresas estão sempre sensíveis a isso.

Resultado de imagem para cosmetics lab

Tecnologia inovadora

Muitas empresas têm laboratórios de ponta para desenvolver novas substâncias que atendem aos desejos das clientes. Foi assim que foi criada a nanotecnologia, as micelas e os dermocosméticos, além de novos pinceis. Tecnologia custa caro e muitas vezes não tem retorno. Esse investimento encarece muito os produtos.

Qualidade de embalagem

Embora isso possa parecer irrelevante, considero esse ponto muito importante para alguns produtos. Já tive blush que quebrou a embalagem só com o desgaste do uso e pó compacto que caiu no chão e a embalagem ficou que nem nova. Desde a apresentação do produto (o que já causa vontade ou não de usa-lo) até a ergonomia, existe muito estudo de qualidade de material e em alguns produtos eu acho interessante um investimento maior em embalagem, especialmente aqueles que vão ser usados por mais tempo como:
  • Blushes
  • Paletas de sombra
  • Máscara de cílios
  • Delineadores
  • Sérum facial

Impacto ambiental

Aí entra um pouco de engajamento, mas a verdade é que sai mais caro para uma empresa ser ambientalmente correta:
  • Testes em animais são bem mais baratos que testes em cobaias humanas (que tristeza), então a contratação de pessoas para teste de produto custa bem mais caro.
  • Uso de produtos naturais e que não impactam no ambiente
  • Desenvolvimento de embalagens que sejam retornáveis ou biodegradáveis
  • Fomentação de comunidades de produtoras.

Produtos que vale a pena investir

Existem algumas categorias de produtos que valem a pena gastar mais dinheiro para investimento, pois a relação preço x qualidade compensa:
  • Dermocosméticos: a tecnologia e substâncias utilizadas impactam no envelhecimento da pele e bloqueiam os efeitos visíveis da idade
  • Protetor solar: um bom protetor solar vai evitar câncer de pele e vai evitar manchas e envelhecimento precoce da cútis.
  • Cosméticos para olhos e pescoço: como são regiões mais sensíveis, vale a pena investir mais dinheiro.
  • Reconstrutores capilares: como são utilizados vez ou outra, tecnologia é muito importante e custa caro.
  • Base: uma boa base faz toda diferença no visual e acho interessante investir em uma base que seja hidratante.
  • Corretivo: pelo mesmo motivo da base, um corretivo de qualidade é muito interessante para evitar acúmulos nos olhos e irritação.
  • Paleta de sombras: uma boa paleta de sombras é um investimento e muda drasticamente o visual e sua durabilidade.
Produtos que não vale a pena investir muito

  • Esmalte: esmalte em geral é muito parecido o efeito e um esmalte mais caro não vai durar muito mais que um esmalte de R$ 3,00
  • Batom: outro produto cuja qualidade é pouco percebida apesar da diferença de preço. Um batom de R$ 150,00 pode ter um equivalente de qualidade por R$ 20,00.
  • Shampoo: outro produto cuja percepção de preço pouco altera na diferença de qualidade.
  • Máscara de cílios: também não vemos muita diferença no efeito de uma máscara de R$ 30,00 para uma máscara de R$ 200,00, pois o efeito é quase mínimo.

Concluindo, impacta muito no preço de um produto. Em posts futuro quero me estender mais sobre produtos e sua qualidade percebida, penso em falar sobre qualidade x preço de maquiagem e cosméticos.

domingo, 8 de outubro de 2017

Um ano de Glambox


Assinaturas são coisas viciantes, não é mesmo? Por muito tempo assinei revista e amava quando chegava na minha porta. E a oportunidade de assinar uma caixa personalizada cheia de cosméticos e maquiagem me atraiu quando descobri a Glambox e foi assim que resolvi assinar durante um ano esse serviço. Receber todo mês uma caixinha cheia de mimos é algo que realmente me encanta, algo que brilha os olhos. Tudo isso por R$57 mensais (usei cupom de desconto).

Mas, por que depois de um ano eu cancelei? Vamos dizer que a grama do vizinho é sempre mais verde e por vários fatores acabei cancelando a assinatura.

Primeiro, devo esclarecer uma coisa que muitas assinantes não sabem: a verdade é que a Glambox, o nome da empresa conforme sai em sua nota fiscal é Glambox Serviços de Marketing. Ou seja, embora do nicho de cosméticos e maquiagem, o foco da Glambox é marketing empresarial, no qual empresas podem tornar mais visíveis seus produtos e até alavancar suas vendas. Mais que isso, realmente fidelizar produtos ao enviar amostras ou produtos full-size. Além de repassar informações de feedback das assinantes sobre os produtos testados para as marcas. Preciso esclarecer isso antes.


Atraso nas edições

Achei a empresa muito desorganizada nesse quesito. Se caixa é de Setembro, é para ser recebida em Setembro, e não em Outubro. E isso aconteceu comigo e acontece com muitas assinantes. Isso acontece porque as caixas começam a ser remetidas na metade do mês e algumas só ao final do mês. Como o Brasil é um país enorme e os nossos sistemas de logística são horríveis, dá nisso. Uma solução simples seria a Glambox fazer uma força-tarefa para evitar esse ciclo vicioso e começar a remeter as caixas no início do mês, como é feito com as caixinhas gringas.

Prazos de vencimento

Já peguei muito produto quase vencendo e acho que isso não é bom, pois não permite muitas vezes que testemos os produtos. Teve esmalte vencendo em dois meses e body splash vencendo em 1 mês. 

Desrespeito ao perfil

Isso acontecia muito, gente com cabelos lisos receber produto para cabelo cacheado. Acho até que a Glambox melhorou nesse quesito, especialmente quando tirou a seção de estilo da assinante. Mas tenho uma sugestão adicional: eles poderiam colocar no questionário quais tipos de produtos as assinantes gostariam de receber e quais as cores favoritas. Isso evitaria a quantidade de batons rosa que eu e muitas assinantes recebemos.

Política de Cancelamento

O cancelamento era uma tortura e muitas vezes tinha que ser feito na força bruta: ir lá e trocar o número do cartão de crédito. O serviço de atendimento era demorado e para os planos anual e semestral existe uma multa pelo cancelamento. Em outras empresas, como a Glossybox, o cancelamento é rápido e fácil.



Os pontos positivos

Não posso deixar de citar os pontos positivos da experiência: com certeza tiveram muitos. Entre eles, conhecer novas marcas, testar produtos mais caros, o Glamclub que permitia as trocas de pontos por produtos (e eu nunca tive problemas com o Glamclub), além das caixinhas muito lindas.

Resultado de imagem para ipsy

Conhecer outras caixinhas

Eu sou curiosa e acho que uma série de coisas me fez saturar da Glambox após 1 ano. Infelizmente tendemos a olhar o copo mais vazio do que cheio e eu resolvi me dar este tempo para conhecer outras caixas como a Glossybox e a Ipsy.

Se voltaria a assinar a Glambox? Com certeza, se soubesse que as caixinhas fossem mais pontuais. Ainda acompanho as caixinhas por aí e vejo ue a Glambox deu uma melhorada no conteúdo, então pode ser que daqui a algum tempo eu volte a ser assinante.

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Temas para Outubro

Outubro está aí e a primavera, além disso temos a campanha do Outubro Rosa, que visa prevenir e conscientizar sobre o perigoso câncer de mama. E também é o mês do meu aniversário. Com isso, preparei alguns temas para usar no seu aparelho celular e no seu computador, para deixar o seu mês mais rosa e florido. Para baixar basta clicar na imagem e salvá-la em seu aparelho ou computador.

Wallpaper para Celular

Wallpaper para Computador

Wallpaper para Computador

Gostaram? Em Novembro tem mais!

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Xô Peste!


Eu estive afastada do blog e até do Insta no início de julho e não foi à toa não: tinha muitas coisas a cumprir no trabalho e o meu filho adoeceu duas vezes neste último mês. Eu sempre achei que ele tem a imunidade bem alta, mas é aquela coisa: a escola e o convívio com outras crianças acaba com o contágio de doenças bacterianas e viroses, então é quase impossível não adoecer. E quanto mais nova a criança, mais suscetível ela está para pegar e transmitir doenças, porque muitas vezes ela não sabe bem expressar como se sente e acaba indo para escola mesmo assim, antes de se detectar uma febre ou mal estar.

Preocupada com este fato, passei a pesquisar algumas coisas para aumentar a imunidade do seu filhote no período escolar.


Evite aglomerações nos períodos críticos

Sabemos bem que levar as crianças no parquinho do shopping ou do restaurante é uma necessidade, mas existem épocas do ano em que a incidência de doenças contagiosas é maior devido a mudanças climáticas. Períodos de abril a junho e de setembro a novembro são conhecidos pelo aumento de viroses e gripes entre crianças. A ideia é evitar o máximo ir nesses períodos, especialmente se a criança estiver ainda se recuperando de uma doença.

Imagem relacionada

Mais frutas e vegetais

Vitamina C e Betacaroteno são conhecidos por aumentar a nossa imunidade. Eles estão presentes em frutas e vegetais que consumimos como laranja, limão, morango, goiaba e cenoura. Isto se deve ao fato dos fitonutrientes estimularem a produção de glóbulos brancos, as células do sangue responsáveis por atacar agentes infecciosos.

Boa qualidade de sono

Isso é uma coisa bem difícil de atingir pois sabemos que o excesso de estímulos limita o sono das crianças. Todavia o sono é essencial para recompor as células que combatem agentes infecciosos e, segundo estudos, pessoas privadas de sono tendem a adoecer com maior facilidade. Portanto, tente sempre manter a soneca diurna e colocar o seu filho para dormir mais cedo, reduzindo os estímulos à noite.


Exercícios físicos

Sim, os exercícios físicos ajudam a criança a fortalecer o sistema imunológico pelo mesmo motivo de uma noite bem dormida: o aumento das células combativas. Também auxilia na atividade cardiovascular, no desenvolvimento pulmonar e muscular e evita a obesidade infantil. Pode ser uma atividade regular como escolinha de judô, natação ou basquete ou mesmo na brincadeira: pedalando, correndo, jogando bola.

Bons hábitos de higiene

Ensinar o seu filho a boa higiene não é apenas bons modos como pode auxilia-lo a se defender dos germes. Ensine-o a lavar a mão antes das refeições e após o banheiro, a limpar o nariz com o lenço descartável, além de banhos após frequentar ambientes públicos. Troque sua escova de dentes periodicamente, pois elas são ambientes propícios a germes.

Evite antibióticos

Antibióticos foram o mal de nossa geração pelo uso indevido e muitos pais hoje pressionam o pediatra para que ele receite esses remédios. Todavia os antibióticos deve ser usados só quando necessários e da maneira correta, fazendo uso até o final do tratamento, senão podem gerar o que se chama de superbactérias.


Evite açúcar

O açúcar é o grande vilão dos nossos tempos, pois ele joga acidez e radicais livres no nosso corpo, suprimindo o nosso sistema imunológico. A dieta do seu filho deve ter o mínimo possível de açúcar, proveniente apenas das frutas e do leite que ele consome.

Probióticos são aliados

Todos nós temos uma flora gastrointestinal e por vezes, seja por uma doença ou uma medicação, acabamos comprometemos essa flora. Os probióticos são agentes biológicos que ajudam a recompor esta flora e recomenda-se a ingestão de lactobacilos e bifidobactérias.

Suplementação

Sabemos que nem todas a crianças se alimentam bem ou tomam bastante sol. Então pode-se suplementar com vitamina D e zinco, que são os maiores aliados do sistema imunológico do ser humano.


Repelente

Aqui no Sul são raros os casos de dengue e chigunkuya, mas em outras regiões do Brasil há verdadeiros surtos. Por isso, principalmente nas épocas de proliferação dessas doenças, passe repelente adequado à idade do seu filho.


Vacinação em dia

Mantenha sempre as vacinas de seu filho em dia, cumprindo os calendários de vacinação, isso é batido mas extremamente importante.



quinta-feira, 13 de julho de 2017

Minha experiência com o coletor menstrual


Eu me lembro da primeira vez que ouvi falar do coletor menstrual: verdade seja dita achei super antihigiênico e não imaginava como passar um dia todo com um copinho pendurado no meu canal vaginal.

Passou-se o tempo, e eu comecei a ficar chateada com o absorvente, sempre ficava com alergia mais no final do ciclo. Foi quando uma amiga minha me falou que estava usando o coletor e estava amando e ela acabou me contando todas as vantagens. Só que naquela época eu estava querendo engravidar, então deixei o assunto de lado.

Depois da gravidez, passei mais alguns meses no paraíso a que as mulheres chamam de "não menstruar". Mas como toda alegria tem fim, uma hora ela apareceu. Foi quando eu voltei a pesquisar sobre o tal coletor, quais marcas existiam por aqui, como cuidar. E então eu comprei um coletor da Inciclo e quando chegou resolvi testar. Me lembro como foi fácil colocar e como foi difícil de tirar. Todavia, aquele novo recurso me abriu muitas possibilidades e hoje eu vou citar aqui algumas vantagens que percebi nesses dois anos de uso.

Nunca mais ter que usar absorvente

A verdade é que o absorvente além de incômodo ainda fica mal cheiroso e você tem que ficar trocando várias vezes por dia para se sentir pelo menos um pouco digna. O que me leva a concluir...


É bom para o meio ambiente

Cada ciclo menstrual é um calhamaço de absorventes jogados fora. Para nosso planeta isso não é nada bom. Então o coletor é um bom aliado na defesa do nosso ambiente e na redução do lixo.


Economia para o seu bolso

Um coletor menstrual custa no máximo R$ 100,00 e se você cuidar bem dele poderá usar por 5 anos até. Vamos considerar que você use um pacote de absorvente por ciclo e ele custe R$ 20,00. Fazendo as contas, você poderá gastar em torno de R$ 240,00 em um ano. Em cinco anos, um total de R$ 1200,00 são gastos em absorventes no mínimo.


Nada de toalhas manchadas

Quem nunca saiu do banho no maior cuidado, se secou com cuidado e quando viu a toalha manchada com a maldita? Com o coletor, você o coloca de volta durante o banho e terá sempre suas toalhas novinhas, sem manchas.

Nada de mau cheiro, nada de assadura

Não sei vocês, mas sempre que menstruo me sinto mais suja, especialmente por causa do cheiro que acumula no absorvente. Além disso, no calor, o contato do absovente com a pele sem respirar pode causar assaduras, que são no mínimo desagradáveis.


Nada de vazamento

Embora no início possam ocorrer vazamentos, depois eles não mais ocorreram comigo, depois que eu peguei o jeito. Com absorventes, vazamentos são possíveis especialmente nos primeiros dias do ciclo. E imagina só dormir, você não precisará daquele absorvente noturno especial para dormir e que não funciona muitas das vezes, sujando os seus lençóis.


Cuidados especiais

Claro que são exigidos alguns cuidados com o seu coletor de maneira a ele durar mais, que são:
  • Não deixe o coletor internamente por mais de 12h por questão de proliferação de bactérias.
  • A cada banho, lave o coletor com sabonete neutro. Eu uso o da Granado Bebê.
  • Ao final do ciclo, ferva o coletor por cinco minutos em uma panelinha exclusiva para este uso.
  • Se seu coletor estiver muito manchado você pode fervê-lo com pasta de dentadura ou bicarbonato de sódio.

E vocês já experimentaram o coletor? O que têm achado?

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Inovações que facilitam nossa vida


Quem nunca se pegou imaginando como era limpar a casa na época das vovós? Tudo era muito mais difícil, desde lustrar o chão de cócoras até lavar a roupa à mão nos dias raros de sol. Era uma verdadeira força-tarefa para deixar tudo em ordem e limpinho, não era mesmo? Hoje trago algumas das invenções mais modernas que facilitaram mais ainda nossa vida.


Lava e Seca

As máquinas de lavar roupa e os tanquinhos por si só já foram uma revolução, mas quem mora no sul sempre teve problema para secar a roupa sem ficar com aquele cheiro de cachorro molhado. Depois surgiram as secadoras de roupas, as "enxutas", o problema é que elas ocupavam o dobro do espaço. Foi então que surgiram as máquinas "lava e seca", que fazem os dois trabalhos. Apesar de serem mais caras, revolucionaram as nossas casa, permitindo que lavemos as roupas, faça chuva ou faça sol.


Saquinhos de lavar

Antes se lavava toda roupa delicada à mão porque as máquinas destruíam com rendas e tecidos mais finos. Hoje podemos jogar tudo na máquina graças aos saquinhos de lavar: são sacos de pano com zíper que protegem as roupas mais delicadas.


Steamer

Se evoluimos do ferro a brasa ao ferro de passar, hoje temos o Steamer, ferro a vapor, que passa as roupas facilmente sem a necessidade de uma tábua ou o risco de queimaduras. Além disso, podem ser levados em viagens.


Vassoura Elétrica

Hoje temos um aspirador de pó bem menor do que aqueles trambolhos que nossas mães usavam. Sem fios e em formato de vassoura, eles limpam também o chão, além de permitirem o desacoplamento em um mini aspirador para limpar melhor área difíceis de chegar.


Robô Aspirador

Os compactos robozinhos limpam a casa sem precisar de ordens, catando a sujeira do chão e debaixo da cama e móveis sempre que for detectada.


Mops

Nada mais de se abaixar para lavar o chão, os mops de microfibra são reguláveis às sua altura e para seca-los basta girar sua haste.


Multi processadores de alimentos

Hoje podemos fazer suco verde, uma salada ou desfiar o peito de frango com o mesmo equipamento, o que facilitou e reduziu a quantidade de equipamentos de cozinha.


Panelas elétricas

Com timer, podemos programar elas para cozinhar o arroz em tal hora ou fazer uma deliciosa sopa.


Regadores com timer

Hoje já se pode viajar por vários dias sem precisar que a hortinha morra. Existem regadores com temporizadores programados para regar na hora em que você desejar, sendo prático até para quem se esquece de regar as plantinhas.


E vocês? Conhecem alguma outra inovação que facilita nossas vidas? Escreve nos comentários.

terça-feira, 27 de junho de 2017

Economia no supermercado


Todos nós sabemos que viver está extremamente caro, isso é fato. Uma coisa que antes custava um preço hoje custa outro bem maior, o que acaba na constante frustração de estar sempre levando menos por mais.

Todavia, dá para ter uma noção e fazer boas compras se você segue um pouco algumas dicas de economia por aí. Vou compartilhar aqui algumas que sei e que uso no dia-a-dia. Você pode pensar: são só 50 centavos de diferença! Mas imagina isso ao longo de um ano? 10 anos? Quanto lhe custaria essa diferença?

Não acredite no desconto milagroso


Poucos descontos são realmente tão bons quanto ofertados no anúncio do supermercado. Muitas vezes o preço promocional pode ser na verdade o preço original do produto. Ou pode indicar que o produto está para vencer. Então, sempre vale a pena saber o preço real do produto e checar a validade. Muitos estão perto de vencer e você deve avaliar se realmente vale a pena adquirir.



Leve vários


Tem aquele desconto que diz "Levando acima de 4, a unidade sai por X" ou "Levando 2, o segundo sai com a metade do preço". É importante mais uma vez saber o preço real da unidade, checar a data de vencimento e se você realmente vai consumir as unidades em tempo hábil.



Use a calculadora


Não tenha medo de ser vista como sovina, use a calculadora, sim! Se o supermercado não oferece o preço por kg, litro ou unidade, faça você mesma as contas para descobrir qual é a melhor cotação.


Um exemplo: um café de 500g sai por R$8 e outro de 250g sai por R$5, logicamente vale mais a pena levar o pacote de 500g, apesar de ser mais caro.

Então, faça as contas, afinal é o seu dinheiro! E lembre-se que seu celular tem uma calculadora.


Para amaciantes de roupas


São diferentes concentrações de amaciante e existem aqueles bem aguados e também os mais concentrados. Fica difícil fazer o cálculo. Todavia, geralmente se coloca na garrafa a quantidade máxima de lavagens. Divida o valor da garrafa pela quantidade de lavagens e você descobrirá quanto custa uma lavagem de roupa.


Para papel higiênico


Existem rolos com 30 m, folha única, folha dupla, e pacotes com diferente quantidades de rolos. Descubra a metragem de papel do pacote usando a fórmula "Quantidade de rolos x Comprimento do rolo". Depois é só obter o preço por metro dividindo o valor do pacote pela sua quantidade de metros.



Faça uma lista de compras


Quando fazemos uma lista de comprar, psicologicamente ficamos mais propensos a seguir o plano original e não nos desviarmos e comprarmos besteira! Então, tome alguns minutos e escreva sua lista antes de ir ao supermercado.


Compre em diferentes supermercados


É raro haver um supermercado que seja barato em tudo: algums geralmente tem itens mais baratos enquanto outros são mais caros. Um supermercado pode ter leite e cereais baratos enquanto que outro possui itens de limpeza mais em conta. É sempre bom saber o que cada mercado tem de especial (o preço, claro!) e programar suas idas a eles. Você não precisa ir toda semana em todos, mas pode programar na sua agenda de ir uma semana em um e pegar os itens de limpeza e higiene e na outra semana ir no outro que tem os laticínios e frutas muito em conta.



Frutas e verduras na feira


Geralmente existem dias específicos para comprar frutas e verduras mais baratas, mas também existem as feirinhas de bairro e mercados públicos, cujos preços geralmente são mais em conta e você pode negociar diretamente com o vendedor. Para os melhores preços, sempre vá no fim da feira (embora corra o risco de pegar os itens mais feios ou não encontrar o que quer). Carnes e queijos também tem preços bons, desde que você ateste a assepsia dos produtos.